Português (Brasil)

Página inicial / Notícias / Armazenamento de energia é fundamental para o setor, diz especialista

Armazenamento de energia é fundamental para o setor, diz especialista


20/03/2017, 16:05:37

O Seminário de encerramento do projeto Energy Storage in Brazil: technology, regulation and public policies aconteceu no dia 17 de março de 2017, na sede da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), em Brasília. O objetivo do projeto, financiado pelo prosperity fund, é apoiar o desenvolvimento do mercado brasileiro de armazenamento de energia, promovendo da troca de experiências entre o Brasil e o Reino Unido sobre políticas públicas, regulação e tecnologias no setor.

A Solenidade de abertura contou com os representantes das instituições envolvidas no projeto. Abrindo a discussão, o diretor da Aneel, Reive Barros dos Santos, falou sobre a expectativas de que, nos próximos anos, seja possível implementar tecnologia de ponta no país. Em seguida, Eduardo Soriano Lousada, Secretário do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), explicou que o projeto foi concebido não apenas para discutir tecnologia, mas outros fatores estruturantes do setor, como questões regulatória e políticas públicas. Soriano foi seguido pelo Embaixador Interino do Reino Unido, Wasim Mir, e, por fim, falou o diretor da Associação Brasileira de Distribuidores de Energia (Abradee), Marco Delgado.

O professor Dr. Jonathan Radcliffe, da University of Birmingham, ministrou recentemente um curso na Aneel para compartilhar experiências sobre armazenamento de energia. Em sua apresentação no evento, Radcliffe mostrou as tendências do setor energético no Reino Unido, comparando com a realidade brasileira. Segundo o especialista, os desafios tendem a aumentar na medida em que fontes de energia intermitentes ganham maior participação na matriz energética. Nesse sentido, tecnologias mais efetivas de armazenamento se mostram fundamentais para a sustentabilidade do setor. “O armazenamento térmico está no coração do sistema energético, pois pode contribuir para uma gama bastante variável de aplicações”, afirmou.  

O último bloco do evento foi dedicado à apresentação do relatório do Instituto ABRADEE (iAbradee). O Consultor de Energia e Regulação do Instituto, Fabio Hage, falou sobre as características econômicas do atual sistema elétrico no Brasil e as inovações que podem quebrar esse paradigma, como smartgrids, microgeração renovável e armazenamento de energia. Esta última poderá contribuir para a substituição de sistemas isolados ou ser usada em conjunto aos sistemas eólicos, reduzindo os custos de produção e tornando a geração elétrica mais estável.


  • IBICT
  • MCTI
  • Ciencia sem Fronteiras
  • Foreign & Commonwealth Office
  • Universities UK
  • International Unit
  • British Council
Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia - IBICT

Setor de Autarquias Sul (SAUS), Quadra 05 Lote 06 Bloco H Cep: 70070-912
Plano Piloto - DF, Brasil