Português (Brasil)

Página inicial / Notícias / Pela primeira vez em 135 anos, Reino Unido não queimou carvão durante 24 horas

Pela primeira vez em 135 anos, Reino Unido não queimou carvão durante 24 horas


21/11/2016, 15:36:43

Esta é uma data histórica para o sector de energia no Reino Unido. Pela primeira vez em 135 anos, o Reino Unido não queimou carvão durante um dia inteiro para produzir eletricidade. A efeméride foi assinalada num relatório sobre as tendências do mercado energético britânico da autoria da energética Drax em colaboração com a universidade Imperial College de Londres.

O relatório aponta também que durante o terceiro trimestre deste ano, o Reino Unido produziu eletricidade durante quase seis dias sem queimar carvão. "Esta situação deverá manter-se no futuro à medida que as fontes de energia com baixo carbono, em particular as renováveis, continuam a crescer na carteira de energia do país", pode-se ler no documento divulgado esta segunda-feira, 14 de Novembro. "A perspectiva é positiva; 2016 pode ter sido o ano mais limpo na eletricidade no Reino Unido até agora, mas não vai ser o mais limpo de todos", acrescenta.

Mais de 50% da energia produzida durante o terceiro trimestre teve origem em fontes de energia de baixo carbono. Há cinco anos, estas fontes constituíam apenas 25% da energia produzida, sendo que o carvão liderava isolado entre as fontes utilizadas para produzir energia. De entre as fontes com baixas emissões, destaca-se a energia nuclear, responsável por 26% da energia produzida. Recorde-se que o novo Governo britânico comprometeu-se a avançar com a construção da nova central nuclear no país, depois do projecto de Hinkley Point ter corrido o risco de não avançar. Já a energia eólica foi responsável por 10% da energia produzida, sendo também a maior fonte de energia renovável. É de destacar que a produção de energia a partir do vento cresceu 150% em cinco anos no Reino Unido.

O Reino Unido é o sexto maior produtor mundial de energia eólica, atrás da China, Estados Unidos da América, Índia, Alemanha e Espanha. A EDP Renováveis é uma das empresas que está a investir na produção de energia renovável no Reino Unido. A eléctrica detém 100% do capital da Moray Offshore Renewable, projecto eólico 'offshore' (em mar) que prevê a construção e operação de 1.116 MW, potência suficiente para abastecer cerca de 700 mil habitações. Em Junho, o presidente executivo do grupo EDP, António Mexia, admitia que o projeto eólico no mar da Escócia iria sofrer atrasos devido ao processo do Brexit.

Fonte: Jornal de Negócios


  • IBICT
  • MCTI
  • Ciencia sem Fronteiras
  • Foreign & Commonwealth Office
  • Universities UK
  • International Unit
  • British Council
Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia - IBICT

Setor de Autarquias Sul (SAUS), Quadra 05 Lote 06 Bloco H Cep: 70070-912
Plano Piloto - DF, Brasil